Páginas

sábado, 13 de setembro de 2014

LEI DE PROMOÇÃO: Polícia Militar convoca primeiras turmas de Soldados para Curso de Nivelamento

Por Glaucia Paiva
No Boletim Geral desta sexta-feira (12), o Comandante Geral da PMRN convocou os primeiros 120 Soldados para iniciarem o Curso de Nivelamento no próximo dia 08 de outubro.
Foram convocados Soldados da turma de 84, 86, 88, 89, 90, 92, 93, 95, 98, os quais deverão comparecer na Diretoria de Pessoal entre os dias 17 de setembro a 1º de outubro para efetuarem a inscrição no Curso de Nivelamento, sob pena de não ser efetivada a inscrição. No ato da inscrição o militar deverá entregar Certidão Negativa da Justiça Comum e Militar e Certidão Negativa da Assessoria Administrativa do Comando Geral.
Os PM’s também deverão se apresentar à Junta Policial Militar de Saúde munidos de exames de saúde sob sua responsabilidade no dia 30 de setembro (1º ao 60º da ordem de convocação) e no dia 1º de outubro (61º ao 120º da ordem de convocação).
De acordo com a  Nota para Boletim, o Curso de Nivelamento será realizado no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PMRN no dia 8 de outubro, dividindo-se em três turmas contendo 40 alunos, cada.
Cabos são convocados para o EHS
Ainda no BG desta sexta (12), houve a convocação de 40 Cabos PM’s para inscrição no Estágio de Habilitação à Graduação de Sargento, os quais deverão comparecer entre os dias 17 e 29 de setembro para efetuar a inscrição no EHS do Quadro Excedente de Praças.

Eike Batista é denunciado à Justiça por 

crimes financeiros e pode ser condenado a 13 anos de prisão


O empresário Eike Batista foi denunciado quinta-feira (11) à Justiça pelo MPF (Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro sob a acusação de ter cometido dois crimes previstos na lei do mercado de valores mobiliários. Caso seja condenado, ele poderá pegar pena de prisão de até 13 anos. A previsão é de que Eike Batista seja julgado em 2015.
Segundo a acusação do MPF, Eike Batista deve ser condenado pela Justiça por realizar “operações simuladas ou manobras fraudulentas, com a finalidade de alterar artificialmente o regular funcionamento dos mercados de valores mobiliários em bolsa de valores” e também por “utilizar informação relevante ainda não divulgada ao mercado, de que tenha conhecimento e da qual deva manter sigilo, capaz de propiciar, para si ou para outrem, vantagem indevida, mediante negociação, em nome próprio ou de terceiro, com valores mobiliários”.
No mesmo momento em que ofereceram denúncia contra Eike Batista, os procuradores da República Rodrigo Ramos Poerson e Orlando Monteiro Espíndola da Cunha também solicitou o bloqueio de bens do empresário até um valor de R$ 1,5 bilhão.
Caso a Justiça decrete a apreensão dos bens (desde ações no mercado financeiro até imóveis, veículos, barcos e aviões) de Eike Batista, o patrimônio que ele transferiu para dois filhos, Olin e Thor de Oliveira Santos, e para a atual mulher, Flávia Sampaio, também passarão a ficar bloqueados para o possível pagamento de dívidas do empresário no mercado.
De acordo com o procurador Orlando Cunha, Eike Batista começou a doar seus bens para seus familiares após outubro de 2012, quando seu império financeiro começou a ruir e ele passou a ser alvo de diversas investigações.
“O contexto [das doações aos parentes] evidencia manobra fraudulenta levada a efeito pelo denunciado no inequívoco propósito de afastar seus bens de futura medida constritiva. Causa espécie que as “doações” referidas em seu depoimento tenham se concretizado recentemente, justamente após 24/10/2012, data da divulgação do “put”, causando dano difuso ao público investidor na medida de US$ 1.000.000.000,00 (1 bilhão de dólares americanos) que não foram aportados na OGX”, escreveu o procurador no pedido de bloqueio dos bens do empresário à Justiça.
Os crimes atribuídos a Eike Batista pelo MPF foram cometidos, segundo a denúncia, durante a gestão dele à frente da petroleira OGX, hoje chamada de Óleo e Gás Participações.
De acordo com Sérgio Bermudes, advogado de Eike Batista, o empresário está fora do Brasil, em viagem pela Coreia do Sul e Inglaterra, de onde deve retornar semana que vem.
R7

Polícia prende jovem que tinha confessado 16 homicídios e sido liberado

Alexsandro Barros, o Alex Matador, que estava com mandado de prisão, foi preso um mês depois de ser liberado.

Foto: Divulgação / Degepol
Os policiais civis da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (DAME) deram cumprimento, nesta quinta-feira (11), ao mandado de prisão contra Alexsandro Barros da Silva, de 19 anos, após ele ser preso pela PM. Alex Matador, como também é conhecido, tinha sido preso no dia 12 de agosto, confessou 16 homicídios em um vídeo, mas acabou liberado.
Desta vez, policiais militares da Força Tática do 4º BPM realizavam ronda no bairro Nossa Senhora da Apresentação, quando se depararam com Alexsandro Barros e Douglas Bezerra em uma moto com atitude suspeita.
Ao visualizarem a equipe policial, a dupla empreendeu fuga, tendo se desfeito durante o trajeto de um objeto, que se constatou posteriormente tratar-se de uma revolver calibre 38 furtado.
Conduzidos à DAME, Alex será indiciado por porte ilegal de arma e receptação e contra Douglas não constam mandados de prisão em aberto, tendo sido o mesmo liberado após esclarecimentos.

Operação “Brasil Integrado”: Polícias Civil e Militar cumprem 12 mandados

Ação desta sexta-feira é realizada nas cidades de Acari e Cruzeta.

Foto: Divulgação / Degepol
Dando continuidade às ações da Operação “Brasil Integrado” as equipes de Polícia Civil das Delegacias Municipais de Caicó, Serra Negra, Jucurutu, Santana do Matos, Acari e Cruzeta, sob o comando do delegado Helder Carvalhal, da 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Caicó, cumpriram na manhã desta sexta-feira (12) 12 mandados de busca e apreensão, 07 na cidade de Acari e 05 em Cruzeta.
A Operação, que contou com o apoio da Polícia Militar através dos Grupos Táticos Operacionais (GTO) de Currais Novos, Caicó, Parelhas e Jardim do Seridó, resultou na apreensão de dois adolescentes e na prisão em flagrante de um homem identificado como Ivanildo Pereira de Meneses, 43 anos. Ivanildo foi autuado por tráfico de drogas e posse ilegal de munição.
Além disso, foram apreendidos crack, cocaína, munições de calibre 38 e 32, mais de R$3 mil em espécie, cadernos de anotação, celulares, balanças de precisão, punhais, canivete, relógio, bastão e uma placa veicular de Currais Novos (NNZ 3851).
Operação “Brasil Integrado”
Deflagrada entre os dias 02 e 04 de setembro, a Operação “Brasil Integrado” é uma iniciativa do Ministério da Justiça para o enfrentamento, de maneira articulada, aos mais diversos tipos de crime, em todos os nove Estados do Nordeste.
Durante 72 horas, equipes das instituições Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, ITEP, Centro de Inteligência da SESED, além da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e do Exército Brasileiro realizaram barreiras policiais, cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão, fiscalização de produtos controlados e contra crimes ambientais, abordagens à pessoas, à veículos e à estabelecimentos, além de blitzen da Lei Seca.
A Operação, que teve continuidade nesta sexta-feira (12), resultou em dezenas de prisões, apreensões de armas de fogo, munição, drogas e veículos roubados, e recaptura de fugitivos do sistema prisional. 

Vigilante é preso por matar jovem a tiros após briga na Grande Natal

Crime aconteceu em um bar na zona rural de São José de Mipibu.
Ferido com uma facada, vigilante foi preso no Hospital Deoclécio Marques.

Do G1 RN
Um vigilante de 30 anos foi preso na madrugada deste sábado (13) suspeito de matar um jovem de 23 anos a tiros após uma briga em um bar na zona rural de São José de Mipibu, na Grande Natal. O homem foi detido pela equipe de plantão da Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom) no Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim, também na região metropolitana.
O delegado Emerson Valente, da Dehom, explica que o crime aconteceu por volta das 23h30 no distrito Manimbu. O vigilante teria discutido e entrado em luta corporal com o jovem. A vítima, identificada Francisco Canindé Pedro da Silva, feriu o vigilante com uma facada na altura da cintura.

Ferido, o vigilante foi até o carro, pegou uma arma e atirou seis vezes no jovem, que morreu no local. Após o crime, o suspeito foi até o Hospital Deoclécio Marques, onde foi preso pela equipe da Dehom. A arma do crime não foi achada, mas testemunhas confirmaram que o vigilante foi o responsável pelo homicídio.

"Ele confessou o crime e afirmou que foi legítima defesa, porém no nosso entendimento não foi o que aconteceu, já que o vigilante saiu da briga para buscar a arma e matar o rapaz", conta Valente. De acordo com o delegado, o suspeito não mostrou arrependimento. O suspeito trabalha em uma empresa privada de segurança em Natal e não possui porte de arma de fogo.

Homicídio na Zona Norte
A Dehom também atendeu uma ocorrência de homicídio no bairro Nossa Senhora da Aprensentação, na Zona Norte. Uma adolescente de 17 anos foi encontrada morta com um tiro no rosto em um imóvel em construção. A mãe da vítima informou que ela era usuária de drogas e envolvida com pequenos furtos. A vítima foi identificada como Joelma Severiano de Andrade

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

PM faz operação, apreende armas, drogas e prende quatro pessoas


Ação batizada de Operação Independência foi realizada em São José de Mipibu.

Foto: Divulgação / BPChoque
 A Policia Militar de São José de Mipibu com apoio do BPChoque deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (11) a Operação Independência. Foram cumpridos diversos mandados de busca e apreensão na comunidade do Pau Brasil e quatro pessoas foram presas.
Segundo informações repassadas pela assessoria de comunicação do BPChoque, os policiais apreenderam: um revólver calibre 38, municiado; uma pistola calibre 765; uma carabina .38; um colete balístico; munições de diversos calibres; e vasta quantidade de drogas (maconha, crack e loló).
O nome da Operação faz alusão não só a semana da Independência do Brasil, mas também ao sentimento de liberdade e paz que a comunidade do Pau Brasil voltará a ter após a prisão desta organização criminosa.

Primeira turma de policiais femininas completa 24 anos de ingresso na PM

Neste ano de 2014, seis policiais femininas ingressantes no ano de 1990 foram promovidas a subtenentes.

Foto: Divulgação / PM
 Há exatos 24 anos, ingressaram na Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte as primeiras policiais femininas. A formação do quadro de Praças feminino da Polícia Militar do RN iniciou-se com 57 mulheres recém integrantes no Curso de Formação de Soldado Feminino, realizado no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP).
Neste ano de 2014, seis policiais femininas ingressantes no ano de 1990 foram promovidas a subtenentes, mais alta graduação do Quadro de Praças da Polícia Militar.
"Parabenizo nesta data, essas grandes, bravas e valorosas mulheres que ingressaram em nossa Instituição há 24 anos, inovando e contribuindo as modalidades de policiamento. Foram 57 guerreiras que no dia 11 de setembro de 1990 juntaram-se à Polícia Militar no combate à criminalidade no nosso Estado", disse o comandante geral, Coronel PM Araújo Silva.

Capitão do exército mata ladrão em assalto a farmácia no Tirol

por Jacson Damasceno 
 

"Caveirinha" morreu na hora, na calçada da farmácia
“Caveirinha” morreu na hora, na calçada da farmácia
O nome do bandido era caveirinha. Figurinha carimbada de Brasília Teimosa. E ontem não foi o dia dele.
Caveirinha e sua comparsa foram assaltar a farmácia que fica na esquina da Hermes da Fonseca com a Alexandrino de Alencar. ao chegar ao local, ele entrou e a bandida ficou do lado de fora.
Caveirinha realizou o assalto e na saída apontou a arma para um homem que estava dentro de um veículo, com os vidros levantados. O que ele não sabia que o homem a quem ele apontava era um capitão do Exército brasileiro, que nem precisou de muito pantim, não. De dentro do carro mesmo, sem nem arriar os vidros.
Três tiros pra cima do Caveirinha, foram suficientes. O bandido morreu na hora. E a comparsa que estava com ele, em estado de choque, foi presa em seguida.

“Vida Loka” posta foto com mudas de maconha e toma na bassôra

 por Jacson Damasceno 


 

Olha o passarinhooooo
Olha o passarinhooooo
Aconteceu na cidade de Itajá.
Um “Vida Loka” da cidade postou em redes sociais um dia desses uma foto com várias mudinhas de maconha. Ooow, é um ecologista. Cute cute de papai.
E já que ele gosta tanto de posar, ontem o pessoal do Grupo Tático Operacional (GTO) do 10º Batalhão (turma de Assu) gentilmente solicitou ao nobre mancebo que tirasse uma fotinha com eles também. Com os mesmos pezinhos de maconha… Olha como ficou legal!!
Só não entendo porque na segunda foto o boyzinho não parecia tão contente. Devia estar de mal humor, né, gente? Às vezes a gente acorda assim…

Garota que participou de morte de agente penitenciário sofre atentado

 por Jacson Damasceno 
 

Maxwel-Andre-Foto-Marcelo-Silva
A adolescente de 17 anos que participou da morte de um agente penitenciário no ano passado em Parnamirim levou cinco tiros ontem. A garota estava indo para a escola, no conjunto Santarém, quando foi abordada por homens em uma motocicleta. Ela foi socorrida, mas ainda não tive detalhes do estado de saúde.
No dia 08 de agosto de 2013 a garota e a quadrilha da qual ela fazia parte tentaram resgatar um preso que era levado para atendimento médico em Parnamirim. O agente Maxwell Marcelino, de 44 anos, estava no grupo de escolta e revidou à alção dos marginais, impedindo o resgate. Porém, foi atingido com um tiro e morreu no local.
A marginalzinha foi presa, assim como o restante do grupo, logo depois. Mas para variar, estava livre.